contato@feturismo.com.br
default-logo

Empresas de turismo terão mais crédito para projetos

Comment are off

Setor terá R$ 260 milhões de linha de crédito do Banco do Brasil e R$ 990 milhões da linha de crédito especial PROGER Urbano, da Caixa Econômica Federal

Melhores-Agencias-de-Viagens-do-Brasil-3

16/04/2014

As empresas de turismo passam a contar com mais recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para financiarem os seus projetos. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou o Ministério de Trabalho e Emprego (MTE) à alocação de R$ 260 milhões, para a linha de crédito especial FAT Turismo.

A modalidade de investimento tem a finalidade de apoiar financeiramente as micros, pequenas e médias empresas, com faturamento bruto anual de até R$ 25 milhões, que pretendam desenvolver projetos turísticos.

O setor de turismo poderá contar também com os recursos da linha de crédito especial PROGER Turismo, que tem como beneficiárias as empresas da cadeia produtiva do setor, com faturamento bruto anual de até R$ 7,5 milhões, no âmbito do Programa de Geração de emprego e Renda – PROGER Urbano. O valor dos recursos autorizados a serem alocados ao PROGER Urbano, modalidade investimento, é de R$ 990 milhões.

O acesso a esses recursos se fará por meio do Banco do Brasil, instituição financeira federal que operacionaliza as linhas de crédito especial do FAT, e pela Caixa Econômica Federal no caso do PROGER Turismo.

No ano passado, o Banco do Brasil firmou 2.953 operações envolvendo recursos na ordem de R$ 315 milhões no âmbito da linha de crédito especial FAT Turismo.
Clique aqui e ouça declaração do secretário de Programas de Desenvolvimento do Turismo do MTur, Neusvaldo Ferreira, sobre a medida.

Sobre o autor